Timeline Image

A história de uma lenda

2010's Era

2010: A lenda renasce

A Indian Motorcycle® Regressa, Melhor e Mais Forte que nunca

2010 marcou uma década plena de desenvolvimento e crescimento para a Indian Motorcycle. Construímos um futuro brilhante, com base no nosso passado lendário, através de diversas inovações tecnológicas, parcerias de grande valor e através de uma vasta gama de modelos, com estilo genuíno e autêntico Indian.

  • 2017 — O piloto Jared Mees, da equipa Indian Wrecking Crew, vence o campeonato americano de Flat Track, no regresso da marca à competição passados mais de 60 anos.
  • 2017 — Lee Munro presta um tributo ao recorde estabelecido pelo seu tio Burt em 1967, pilotando uma moderna réplica da scout "Spirit of Munro”, a mais de 305 km/h no lago salgado de Bonneville.   
  • 2017 — A Indian Motorcycle apresenta a Scout ® Bobber.
  • 2016 — A Indian apresenta no mercado dois novos modelos — a Springfield ® e a Chieftain Dark Horse ® — em conjunto com o sistema Ride Command ® , o sistema de entretenimento mais avançado da industria.
  • 2016 — A Indian Motorcycle em conjunto com a Jack Daniels ® e a Klock Werks Kustom Cycles criam a edição limitada  Jack Daniels Indian Springfield ® e a Chief ® Vintage.
  • 2016 — A Indian Motorcycle acelera a sua jornada histórica através do regresso à competição profissional de Flat Track , com a estreia pública da ® Scout ® FTR750.
  • 2015 — A Indian Motorcycle apresenta a Chief Dark Horse ® e a Scout ® Sixty.
  • 2015 — A Indian Motorcycle torna oficial a parceria com a Veteran’s Charity Ride to Sturgis TM.
  • 2014 — O Motorcycle.com elege a Indian ® Chief ®  como a cruiser do ano de 2014,, com menções honrosas para a Chief ® Classic e a Chief Vintage.
  • 2014 — A Indian Motorcycle adiciona à gama a nova Roadmaster ® e a mítica Scout ®
  • 2013 — A Indian Motorcycle mostra pela primeira vez o seu novo e poderoso motor de dois cilindros em V Thunder Stroke® de 111”.
  • 2013 — A nova Chief  Classic, Chief  Vintage, e Chieftain ® são apresentadas.
  • 2011 — A Polaris Industries anuncia a compra da Indian Motorcycle. 
2000's Era

2000: Um Futuro incerto

Tempos complicados para o Primeiro Fabricante de Motos Americano®

Em 2003, a Indian Motorcycle Company of America  entra em falência e encerra a produção. O futuro do primeiro fabricante de motos americano era incerto.

As coisas começaram a mudar para a Indian Motorcycle em 2008, quando a Stellican Ltd., uma empresa de capital privado, sediada em Londres, comprou os activos da Indian Motorcycle e abriu uma nova fábrica em Kings Mountain, Carolina do Norte. Começaram por produzir um número muito modesto das Indian Chief com motor em V de 105”, entre 2008 e 2011. Em 2011, a Stellican vendeu a Indian Motorcycle à Polaris Industries.

1990's Era

Anos 90 - A Marca Renasce

A Lenda começa a regressar aos seus tempos de Glória

A produção de modelos exclusivos da Indian Motorcycle tem início em 1998. Uma fusão entre nove empresas deu origem à Indian Motorcycle Company of America (IMCA), deu origem a uma nova unidade de produção em Gilroy, Califórnia. Aqui eram produzidos modelos como as Chief, Scout, e Spirit equipadas com motores fornecidos pela empresa S&S Cycle, Inc.

1970's Era

1970 - O Fim de uma Era

A Morte de Duas Lendas

O lendário piloto, importador, concessionário, editor, promotor de corridas, autor e fabricante de motos Floyd Clymer estava a trabalhar de forma empenhada para ressuscitar a defunta Indian Motorcycle, desde 1963.

Clymer morreu de ataque cardíaco em 1970 e o seu advogado, Alan Newman, adquiriu os direitos da Indian Motorcycle. Newman continuou a vender motos de pequena cilindrada, que carregavam o nome e carisma da Indian. A maioria destes modelos eram produzidos na Tailândia, com cilindradas entre os 50 cc e os 175 cc. Newman tinha mini-motos que vendia com a marca Italian. Em 1970 as vendas sofrem um grande declínio e as operações cessam em 1977.

1960's Era

1960 - Em busca de um Recorde

O Feito Histórico de Burt Munro

Em 1967, Burt Munro, com 68 anos de idade, nascido na Nova Zelândia, entrou para os livros de história ao estabelecer um novo recorde oficial de velocidade terrestre - 296 km/h com uma velocidade não oficial de 330 km/h – aos comandos de uma Indian® Scout® Streamliner de 1920 profundamente alterada, no Lago Salgado Bonneville, no Utah.

Munro começou a bater diversos recordes de velocidade terrestre na Nova Zelândia em 1940, e a partir de 1950 a sua Scout era demasiado rápida para as corridas de velocidade no país. Assim, criou um novo objectivo – correr nos lagos salgados e extensos de Bonneville. Ao longo dos anos, o Munro e a sua Scout correram nos Lagos Salgados por nove vezes e estabeleceu recordes do mundo em três delas, culminando com a viagem final – e com novo recorde - em 1967. Burt Munro entrou para o AMA Hall of Fame em 2006, um tributo aos seus feitos e conquistas iniciados há 80 anos.

1950's Eras

1950 - É criada a Equipa Wrecking Crew

O Domínio da Competição a nível Mundial

A equipa Indian Motorcycle Wrecking TM— composta pelos lendários pilotos Bobby Hill, Bill Tuman e Ernie Beckman – é formada no final dos anos 1940 e início de 1950 e começam a dominar tanto as corridas de asfalto como fora dele. Entre as suas muitas vitórias, destaque para as três consecutivas no Springfield Mile. Bobby Hill vence por duas ocasiões esta prova, em 1951 e 1952 e Bill Tuman vence em 1953. Os três conquistaram ainda diversos títulos e vitórias nas corridas mais importantes de costa a costa.

Em 1950, Ralph B. Rogers substitui John Brockhouse na presidência da Indian Motorcycle Company. Três anos depois, a Indian Motorcycle Manufacturing Company cessa as operações e a produção de todos os modelos. Em 1955, a empresa Brockhouse Engineering adquire os direitos do nome Indian Motorcycle e começa a vender modelos importados da Royal Enfield, mas alterando-lhes o nome para Indian Motorcycle, até 1960.

1940's Era

1940 - Um Mundo em Guerra

A Indian Motorcycle Presta Serviço ao seu País

Entre 1940 e 1945, a Indian Motorcycle centrou todos os esforços em dar o seu contributo na causa dos Aliados na 2ª Guerra Mundial, primeiro a fabricar motos para o Governo Francês e, a partir de 1941, começou a produzir o modelo 841 para o Exército Americano. Durante este período, muito poucas unidades foram fabricadas para os consumidores.

Em 1945, os irmãos Du Pont venderam a empresa a Ralph B. Rogers. Rogers adquire em simultâneo a empresa Torque Manufacturing Co., em parte para utilizar os recursos e os talentos utilizados pelo ex-engenheiro da Indian, G. Briggs Weaver, que trabalhava na Torque onde estava a desenvolver modelos que Rogers queria produzir na Indian Motorcycle.

A primeira gama no pós-guerra era composta apenas pelo modelo Chief, que começa a aumentar a produção para responder às necessidades dos consumidores. Em 1948, são introduzidos no mercado dois novos modelos, a Indian Scout com motor em V de 440 cc e a Indian® Arrow® com motor de um cilindro de 220 cc de capacidade. Estes modelos surgem como resposta ao crescente número de motos importadas para os EUA.

1930's Era

1930 - Os anos da Depressão

Crescimento contínuo numa economia pobre

Em 1930, E. Paul Du Pont vendeu a sua parte da DuPont Automobile à Indian Motorcycle e comprou grande parte das acções da Indian Motorcycle. E. Paul começa a exercer pressão junto da administração da empresa para colocar Loring F. “Joe” Hosley no comando das operações diárias. Sob a liderança de Hosley, a Indian passou a apresentar novos modelos todos os anos, que se juntavam aos já existentes na gama, começando pelo modelo 203 Scout e Scout Pony em 1932 e a Sport Scout em 1934.

No início da década de 1930, a queda da economia retraiu a venda de motos, incluindo estas que compunham a gama da Indian. Ainda assim, a empresa continuou na busca pela perfeição e em 1936 apresenta o motor invertido (exhaust over intake – EOI) e com painel de instrumentos no topo do depósito de combustível.

Ed Kretz venceu o primeiro Daytona 200, com uma Indian Sport Scout preparada para a competição, em 1937. Um ano depois, um clube da Indian sediado na cidade de Sturgis (no estado do Dakota do Sul, Estados Unidos) e que se chamava Jackpine Gypsies, organizaram uma corrida que se intitulava Black Hills Classic. Foi esta que deu início ao carismático Sturgis Motorcycle Rally.

1920's Era

1920 - Início da Lenda

É apresentada a Indian Motorcycle Company

O início da década de 1920 foi importante na ascensão da Indian Motorcycle, pois foi quando foram apresentadas ao público várias motos, que rapidamente se tornaram icónicas. Em 1920, foi apresentada a primeira Indian Scout. Esta rápida, fiável e ágil moto, foi a responsável por atrair tantos motociclistas na época. À Scout seguiu-se a Chief (1922), a "best-seller" Big Chief® (1923), a Prince® (1925), e, após a compra da empresa Ace Motor Company, a Ace® (1927).

Em 1923, a empresa altera o seu nome de The Handee Manufacturing Company para The Indian Motocycle Company – sem utilizar o “r” em “motocycle” quando a palavra era usada em conjunto com o nome Indian.

A Indian Motorcycle introduz o seu motor lendário de 45”, um dois cilindros em V, com 750 cc, em 1927. Esta versão maior do motor da Scout tornou-se muito famoso e era considerado como o melhor motor da Indian alguma vez fabricado.

1910's Era

1910 - Recordes e Inovação

Tecnologia Avançada na Indústria das Motos

A década de 1910 foi uma era rica em inovação e avanços tecnológicos para Indian Motorcycle, onde se incluía a forquilha dianteira com mola, bomba de óleo automática, transmissão de duas velocidades, plataformas para colocação dos pés, manivela de arranque, braço oscilante como sistema de suspensão, sistema de arranque eléctrico, luzes eléctricas e o motor lendário de 1000cc Powerplus, e a inscrição do nome Indian Motorcycle.

Estes novos avanços levam a empresa a bater todos os recordes de venda:

  • 1913 — São vendidas 32.000 unidades, estabelecendo um novo recorde.
  • 1914 — Erwin “Cannonball” Baker viajou entre San Diego e a Costa Leste em 11 dias, 12 horas e 10 minutos, estabelecendo um novo recorde.
  • 1915 — Erwin “Cannonball” Baker estabeleceu o melhor tempo na ligação entre o Canadá e o México, via Califórnia, demorando três dias e meio.

Em 1916, o co-fundador George Hendee renunciou ao cargo de presidente da empresa e em 1917, os Estados Unidos da América entram na Primeira Guerra Mundial. Grande parte dos esforços e produção da Indian centram-se na guerra e nos fins militares. Como resultado, os revendedores ficam com os stock muito limitados e as vendas caem significativamente. A empresa forneceu o Exército americano com cerca de 50.000 motos entre 1917 e 1919, grande parte delas com base no reputado modelo da Indian, o Powerplus.

1900's Era

1900 - Nasce a Primeira Motorizada

Nasce o Primeiro Fabricante de Motos Americano

Em 1901, o fabricante de bicicletas, promotor de corridas e antigo campeão de ciclismo George Hendee, contratou Oscar Hedstrom para construir motos a gasolina, fazendo evoluir assim o desporto em duas rodas para outro nível. A máquina que ele criou provou ser tão potente e fiável, que deu uma reputação inesperada, conotando a marca a excelentes desempenhos. Ainda naquele ano, foi inaugurada a primeira fábrica da empresa, no centro de Springfield.

A primeira moto da Indian Motorcycle foi vendida ao público em 1902, e mais tarde, nesse mesmo ano, uma Indian vencia a prova de resistência que ligava Boston a Nova Iorque, na sua estreia absoluta em corridas públicas. Os pilotos passaram a vencer corridas, atrás de corridas, estabelecendo novos recordes, aos comandos das motos Indian:

  • 1903 — O co-fundador da empresa e engenheiro chefe Oscar Hedstrom bateu o recorde de velocidade aos comandos de um dos seus modelos (90 km/h) e venceu uma prova de resistência que ligou Nova Iorque a Springfield e voltar.
  • 1906 — George Holden e Louis J. Mueller conduzem uma Indian entre a cidade de São Francisco e Nova Iorque num recorde de 31 dias e meio sem a ocorrência de qualquer problema técnico.
  • 1907 — O americano T. K. Hastings venceu as 1.000 milhas (1.609 km) em Inglaterra.

Em 1906, nasce a primeira moto de competição de fábrica com motor de dois cilindros em V. Uma versão deste motor de competição passou para produção e venda ao público em 1907, passando a equipar os modelos desse ano com o motor de 39”, com 633 cc, dois cilindros em V a 42º. Foi o primeiro motor em V de série a ser produzido na América.

1890's Era

1987 - Nasce uma Lenda

A Empresa é Criada

Em 1987, George M. Hendee funda uma empresa de fabric de bicicletas com o nome de Hendee Manufacturing Company. As bicicletas traziam nomes emblemáticos como Silver King, Silver Queen e American Indian, que viria a ser simplificado para “Indian”, tornado-se no nome da marca do Hendee.

ENCUENTRA UN CONCESSIONÁRIO